Arquivo da tag: vida de mãe

O Verdadeiro significado do Natal e os presentes!

“ Esse post faz parte de uma blogagem coletiva. A Liga Materna RS é um grupo de amigas e blogueiras de maternidade do Rio Grande do Sul e hoje estamos fazendo uma blogagem coletiva  em homenagem ao Natal. Cada uma de nós vai abordar um tema diferente, para trazer informações, dicas e sugestões incríveis aos nossos leitores. Convido vocês a conferirem todos os blogs participantes, os artigos estão listados no final deste post. Aproveite para conhecer e seguir os blogs, a página da LigaMaternaRS no Facebook e no Instagram @ligamaternars.

 

esse é o presépio da vitrine de uma loja em Gramado.

esse é o presépio da vitrine de uma loja em Gramado.

Quando eu era criança, o momento mais esperado do ano eram as festa de Natal e Ano Novo. Mas principalmente o Natal, porque era onde grande parte da família se reunia.
Minha mãe sempre fazia de todo para termos uma ceia bacana, como manda o figurino. Era tudo muito bom,tudo lindo e eu guardo cada Natal que passamos juntos com muito carinho nas minhas lembranças.

Mas uma coisa sobre o Natal, é que eu demorei um pouco para entender o que realmente era ‘isso’. Minha mãe sempre falava: é o “Natal é o nascimento de Cristo”. Mas no fundo eu não entendia muito bem porque comemorávamos. Minha mãe, não era muito lúdica para me ensinar, por isso, demorei anos para assimilar as coisas.

Mas porque esse título: o verdadeiro significado do Natal e os presentes? Bom, eu não sabia muito sobre o Natal, eu não entendia muito bem o real significado do Natal -pelo menos eu achava que não-, mas de uma coisa eu sabia: não era uma data somente para ganhar presentes.
Na minha casa, não tinha essa de um presente de cada membro da família. Era um presente (modesto) dos bem próximos: dos meus Pais e dos meus (2) irmãos mais velhos, e deu. Natal pra mim era uma data especial pelo fato de reunir a família, pelo fato de estarmos todos juntos em harmonia, era uma noite em que nos reuníamos e ninguém brigava (risos), Natal era alegria, era riso, era união, era amor, era Paz… Então, no fundo eu acho que eu sempre soube o verdadeiro significado do Natal. Eu só não sabia que já sabia… Porque o Natal é tudo isso ❤

Comemorar o nascimento de Jesus Cristo, é estar bem com a família, é estar bem com os amigos, é perdoar, é pedir perdão. Natal é tempo de rever nossas escolhas, é tempo de pensar em Cristo e tudo o que ele passou para nos salvar.

Hoje em dia vejo muitas crianças pensando em Natal apenas como -mais- um dia em que vai ganhar presente de todo mundo, que vai ganhar o brinquedo que tanto quer  porque se comportou “o ano todo”, que vai ganhar brinquedo porque passou de ano, porque não fez tanta pirraça, porque obedeceu… enfim, vai ganhar presente por tudo!

Aqui desde agora ensinamos ao Gael o verdadeiro significado de todas as festas religiosas. Mesmo não sendo praticante de nenhuma religião, achamos importante manter a fé. Crer em Deus, indiferente da religião, é muito importante pra nós e queremos que Gael também creia. E acho que a melhor maneira de ensinar a fé, começa pelo Natal. Começa pelo ensinamento de que Natal não é só presente. Natal é amor! Natal é Jesus Cristo. É fé. É esperança.

Feliz Natal pra todos vocês, e que o verdadeiro espirito de Natal esteja presente em seus lares no dia 25/12… dia do Nascimento de Jesus Cristo. Aquele que nasceu de um milagre, e depois morreu pra nos salvar. E depois ressuscitou, mais uma vez, por nós!

camila vidal

 

 

 

Leia aqui o post de cada uma das participantes, vocês vão adorar

As Passeadeiras: http://aspasseadeiras.com.br/natal-pelo-mundo

Blog BabyLo: http://blogbabylo.com/o-que-voce-acha-do-natal

Amigas e Mães:  http://amigasemaes.com.br/coresanonovo/

Maria Clara Berghetti / 4 Kids Brasil: http://4kidsbrasil.com.br/lifestyle/diy/item/256-diy-embalagens-para-os-presentes-de-natal-lindo-e-barato

Da Fertilidade à Maternidade:
 ttp://www.dafertilidadeamaternidade.com.br/2016/11/papainoel.html

Mãe de Guri e Guria: http://www.maedegurieguria.com.br/2016/12/decor-e-preparativos-de-natal-para.html

Blog Mamãe Gaúcha: Símbolos Natalinos – https://mamaegauchars.wordpress.com/2016/12/12/o-significado-dos-simbolos-natalinos

Mamãe em Construção: http://www.mamaeemconstrucao.com.br/2016/12/make-para-natal-e-ano-novo.htm

Porto Materno http://portomaterno.com/2016/12/12/noite-feliz/

Odisseia Materna: http://www.odisseiamaterna.com.br/2016/12/festas-de-final-de-ano-na-escola-voce.htm

Blog mamae cria e brinca: Como fazer um globo de neve  ou de natal. http://www.mamaecriaebrinca.com.br/como-fazer-globo-de-natal/

Mamãe do Sul: https://www.facebook.com/mamaedosul/posts/349651502075739 

 

 

presépio da Igreja Matriz em Gramado. Lindo de ver

presépio da Igreja Matriz em Gramado. Lindo de ver

Ser mãe é MARAVILHOSO!

10580069_10153073808424617_5325771362885789592_n

Daí azamiga vêm e perguntam: -“E aí Camila, como tá essa vida de mãe”?
Eu imediatamente respondo: -“Tá lindo, tá maravilhoso, tá perfeito…É um ‘pouquinho’ cansativo, mas é muito bom ser mãe, deveria ter feito antes” 😀

Não é por mal, não é querer tapar o sol com a peneira, não é querer mentir prazamiga cair na mesma ‘cilada’ (risos kkkkk). É porque o benefício é muito maior que o custo…Ser mãe vai além, ser mãe supera tudo.
O amor pelo filho é mais forte do que qualquer outro sentimento que vem junto nesse pacote: cansaço, exaustão, raiva, medo, angústia, solidão (sim, solidão!), dor física, e cansaço. Sim, cansaço mais uma vez! Continuar lendo

Sair sem o filho, por que não?

sair sem

Preciso começar esse post fazendo uma retrospectiva…

Eu já contei aqui que meus dias de puérpera não foram nada fáceis. Eu fiquei meses sem sair de casa! Eu só saía de casa para coisas extremamente necessárias: pediatra, médico e mercado. Só. Tinha dias que eu não ia nem no pátio de casa, aliás, tinha dias que eu nem abria a janela de casa, é sério gurias, eu não estou exagerando… o maridão já estava preocupado comigo.

A primeira vez que eu ‘descolei’ do Gael ele tinha 5 meses. Tive que ir à PoA fazer minha rescisão, então depois de muito pensar achei melhor não leva-lo. Andar de trem, de ônibus e esperar sabe-se Deus quanto tempo para ser atendida não seria bom nem pra mim (que ficaria uma pilha de nervos), nem pra ele, aliás, muito menos pra ele. Então minha irmã veio e ficou com ele aqui em casa.

Sabe a expressão: ‘me senti nua’. Pois é… foi assim! Me senti nua, aliás, eu me senti muito estranha… parece que estava faltando um pedaço de mim. Seria um braço? Uma mão? Uma perna? Não… estava faltando Gael.
Me senti horrível por deixa-lo, mas ao mesmo tempo eu pensei: será que não estou exagerando?  Será que essa necessidade de te-lo sempre junto é saudável? Ou melhor, até que ponto isso é saudável pra mim e pra ele?  Fiquei um tempo pensando nisso, mas depois passou.

Quando comecei a ir toda semana na empresa foi outro choque de realidade. Era necessário essa separação, eu precisava sair e deixa-lo, e isso não era opcional! A menos que eu saísse do emprego, o que não é uma opção.  Agora já estou me acostumando com a ideia, mas no inicio não foi fácil. Continuar lendo

O dia que meu mundo desabou (a entrada na UTI).

Eu tive duas grandes motivações para criar o blog e a Page: amamentação (ou melhor, a ‘não amamentação) e a UTI. Nesse relato eu conto como foi esse dia massacrante na minha vida. Conto como foi ouvir da médica que meus planos tinham mudado completamente, e agora tudo estava nas mãos deles e de Deus, é claro!

cti22 Continuar lendo

%d blogueiros gostam disto: