Arquivo da tag: relato de mãe

A metamorfose “mulher-mãe”

Camila e Gael Vidal

Quando ainda não somos mães, ouvimos dazamigas que já tem filho muita coisa que parece besteira. E muitas vezes são coisas repetidas! Parece que todas as mães tem um canal de comunicação no qual elas se combinam qual discurso elas irão falar para o mundo. Todas (ou a maioria absoluta) das mulheres que são mães falam que conheceram o verdadeiro significado do amor depois dos filhos, que superaram obstáculos antes inimagináveis, que aprenderam a fazer 30 coisas ao mesmo tempo, que vivem cansadas (porém felizes), que se tornaram pessoas melhores, que o sorriso do filho cura qualquer dor. blábláblá. Whiskas sachê!

Eu, quando ainda não era mãe, sempre que eu via alguma mulher se dizendo transformada pela maternidade, achava aquilo um completo exagero. Eu pensava (cá com meus botões): quanto mimimi; isso só pode ser brincadeira! 😒 Alôôu… é só um filho que nasceu. Não pode ter mudado taaaaaaaaaaaaanto assim a vida!

Então me tornei mãe!

A mudança e a transformação não nasceram junto com a placenta. Foi uma transformação diária e lenta, porém muito intensa! E quando eu me dei conta já estava no ‘clube das mulheres transformadas pela maternidade’!
De todas as coisas que mudaram em mim, tem uma que se destaca: Depois da maternidade eu me sinto muito mais forte como mulher. Hoje eu sinto que posso mover o mundo pelo meu filho, e parece que se tratando dele não há o impossível.

Várias situações me fizeram sentir na pele essa força. Superei vários medos, e passei por cima de vários obstáculos que jamais pensei que pudesse enfrentar antes de ser mãe.

A maternidade realmente transforma uma mulher. Seja no amor, seja na dor, seja nos dois.
Mas porque na dor Camila? Ahhhh gente! A ‘dor’ faz parte da maternidade (#pasmem rsrs)! Dor, tristeza e frustração, raiva (entre outros) estão presentes na maternidade. E muito. E a gente aprende D-E-M-A-I-S com isso.

Eu pague a língua de tudo que falei, paguei também por tudo que pensei.
A maternidade realmente transforma a vida de uma mulher.
A minha maior mudança foi que antes eu era forte. Agora, pelo meu filho, eu me sinto invencível!

camila vidal

Anúncios

Para o Pai do meu filho!

Quando eu contei ao meu marido que tinha feito um blog e a FanPage  prometi a ele que quando tivesse 1000 seguidores na página faria um post especial pra ele. Não queria fazer antes porque eu queria que tivesse bastante gente para ler o que eu escreveria.
O tempo passou, cheguei a 1000 e esqueci o tal do Post. Um certo dia ele me cobrou isso, então prometi que faria quando a Page atingisse 2000 seguidores. Chegamos a 2000 e novamente esqueci do post. Entao o assunto não foi mais falado por aqui.
Com a proximidade do dia dos pais resolvi que não tinha mais como esperar, e as palavras que me faltavam para descrever esse Pai maravilhoso, teriam que surgir de alguma maneira.
Muito antes de eu me sentir mãe ele já se sentia pai… Esse desejo latente pela paternidade nunca foi segredo para ninguém!
Ele planejou e aproveitou a gravidez tanto quanto eu,  na verdade acho até que ele aproveitou mais que eu.
Ele zela pelo nosso filho tanto quanto eu, e por diversas vezes chega ser exagerado e chato de tanto cuidado que tem com Gael.
Ele que brinca, que educa, que troca fralda, que sai para passear, e que cuida sozinho do filho. Ele que enche Gael de amor e de carinho… Ele que é o típico e clássico: ‘Pai babão’!
Ele que já fez carro, capacete e escudo de papelão para brincar com o filho;
Ele que é um exemplo de bom Pai, e se muitos que ‘se dizem Pai’ fossem como ele… o mundo seria bem melhor!

Mas hoje não quero agradecer apenas por você ser um bom Pai, quero agradecer também por seres um bom marido, um companheiro, um parceiro.

No momento mais difícil das nossas vidas, que foi durante a internação do nosso filho, você sempre esteve presente, tão presente quanto eu, e enquanto eu estava vulnerável, recém operada cheia de dor e de tristeza você estava ali firme como uma rocha…  juntando minhas lágrimas enquanto as tuas também caíam, estava me dando forças enquanto também estava fraco, estava me apoiando quando também precisava de apoio.
Você que sempre me ajudou e me incentivou a amamentar nosso filho, e diante de todas as dificuldades que eu tive, o apoio para seguir em frente veio de você! Quando eu pensava em jogar tudo pro alto e desistir você  que vinha me apoiar e me fazer seguir em frente com aquelas sábias palavras: ‘calma Nana, tu precisa se acalmar pra conseguir amamentar’, ‘tu vai conseguir’…

Obrigado por me apoiar, obrigado por estar sempre ao meu lado, obrigado por ser o PAI do meu filho!
Eu não sei se você será meu marido para sempre (eu espero que sim!), mas eu sei que você sempre será o Pai do meu filho, e tenho certeza que você é o melhor Pai que Gael poderia ter… Você, Adriano L Vidal.
Te amo infinitamente.
camila vidal
     nano1
IMG_2196
IMG_2195
IMG_2197

 

%d blogueiros gostam disto: