É um guri! E eu já sabia…

Não é clichê, mas eu nunca tive PREFERÊNCIA quanto ao sexo do nosso filho. Não sei se o fato de ser o primeiro filho influenciou, só sei que era assim. Nem eu, nem o marido tínhamos preferencia por menino ou menina. Sempre tínhamos aquela máxima: vindo com saúde tá bom. ❤ 🙂
Os palpites também eram bem divididos, nunca houve uma maioria nas opiniões. Eu me divertia muito… Inclusive até rolou aposta na família kkkk #éverdade!
Ficamos assim por um tempinho, aceitando e rindo com todos os palpites. Continuar lendo

Anúncios

Sobre o chá de fraldas.

baby-showerEu não fiz chá de fraldas.
Não é que eu ache desnecessário, ou ‘feio’, ou qualquer outra coisa desse tipo. Muito pelo contrário, eu acho legal fazer chá, e muitas mães o tem como uma comemoração para a chegada do bebê.
Eu tomei essa decisão porque coloquei no papel, fiz as devidas contas, e depois de analisar cuidadosamente cheguei à conclusão de que financeiramente não seria vantajoso pra nós, o máximo que aconteceria seria uma troca de moedas.O chá valeria mais pela ‘farra‘ do que pelo ganho em si.
Eu sei: Continuar lendo

O ‘causo’ da maionese!

Hoje vou contar um causo que aconteceu Sábado (17/10) aqui em casa. ‪#‎foiobacura‬ ‪#‎aprontoucomigo‬ ‪#quase‎murridesusto‬
Estava eu fazendo janta e bati uma maionese caseira, aquelas no liquidificador, sabem? (quem não sabe dá um google).
A primeira vez não deu certo, então, tirei a maionese ‘desandada’ do liqui, coloquei em uma caneca, deixei na mesa e me virei para a geladeira para pegar outro ovo e refazer a tal maionese. Quando virei de volta para a mesa, o que eu vejo? O quê? O quê? O quê? Continuar lendo

Bepantol® Mamy: seis dicas para prevenir estrias na gravidez!

Gurias, ainda essa semana falei sobre as estrias que ganhei na gestação do Gael.
Recebi algumas dicas da Bepantol para ajudar na prevenção do surgimento das estrias e vou repassa-las para vocês!

Sabemos bem que em algumas mulheres, o ganho de peso em excesso e a predisposição genética são fatores determinantes para o aparecimento dessas marcas.
Mas, com alguns cuidados já no início da gravidez, é possível evitar o surgimento delas no corpo. Por isso, Bepantol® Mamy – creme hidratante desenvolvido especialmente para hidratar a pele e estimular a sua produção de colágeno e, com isso, ajudar a prevenir as estrias nesse momento tão mágico, – sugere seis dicas para as futuras mamães evitarem o problema e, assim, aproveitar ao máximo a gravidez: Continuar lendo

Eu testei! Fralda da pópópó (BabySec Ultraprotect)

Sempre que faço resenha de fralda algumas seguidoras vem comentar sobre a fralda babysec. Geralmente são comentários bons, e muitas dizem ser a melhor fralda que existe. Eu discordo, aliás, essa fralda nem de longe é minha preferida. Ela é uma fralda boa, mas nada além disso. Pra mim,  não basta a fralda ‘não vazar’, porque isso é o mínimo que eu espero delas. Existem muitos outros quesitos que eu analiso para considerar uma fralda como excelente.

Pontos positivos:

  • Ela tem abas laterais na frente, que é uma coisa que eu gosto muito em fraldas (aliás, eu detesto fralda sem abas na frente);
  • Ela tem um elástico de ajuste na cintura na parte de trás, o que faz com que ela fique melhor ajustada ao corpo;
  • Não vaza com facilidade;
  • Não tem cheiro;

Pontos negativos: Continuar lendo

É verdade! Passa muito rápido….

Sabe quando tu tá grávida e vem aquela penca de mulher te falando: ‘aproveita, porque passa muito rápido!’ sabe?
Pois é, isso é verdade!
Eu enchia o saco de tanto ouvir isso… era azamiga, azinimiga, as conhecidas, a amiga da amiga e assim por diante… todas as mães que eu conversava me diziam isso. E eu, claro, ficava com aquela cara de paisagem, afinal, não sabia o que viria pela frente e achava aquilo tudo um graaaaaaande exagero delas ‪#‎SabedeNadaInocente‬. Continuar lendo

As loucuras de uma mãe esquecida!

11934311_1141347535893172_1234735225_n

Depois que nos tornamos mãe muita coisa muda, e uma delas é a nossa sanidade mental: somos todas  #mãesInsanas! Cabeça de mãe é uma coisa tão louca que deve ser objeto de estudo constantemente por que gente… Como pode de uma hora pra outra as coisas mudarem assim?? Acho que é tanta coisa junto, tantos pensamentos, preocupações, afazeres, que dá uma pane no sistema mesmo e coisas que (aparentemente) são tarefas simples se tornam grandes missões e rendem boas histórias e risadas no futuro.

Hoje vou contar apenas um, de tantos outros ‘causos’ que já aconteceram e acontecem aqui em casa.

Quando eu ainda não trabalhava fora, pelo menos 2 vezes por semana eu ia para a casa da minha irmã pra passar o dia lá com ela e minha mãe.
Ela mora em outra cidade (uns 30km da minha casa), então já viram né? A cada saída pra um lugar um pouco mais distante é aquele moooooooooonte de coisa que temos que levar com filho pequeno.
Então tá, dia de sair, lá ia eu colocar a casa toda dentro do carro: carrinho, bouncer, bolsa com as roupas de Gael, bolsa com as comidas dele, notebook, minhas pastas com milhares de documentos (eu ia pra lá, mas trabalhava durante o dia enquanto ela ficava com Gael), e às vezes até roupa pra lavar eu levava (mãe não pode perder um dia de sol, né!!??).
Depois de ‘carregar o carro’ com toda a parafernália, arrumei Gael na cadeirinha, dei mais uma conferida na casa se todos os equipamentos realmente estavam desligados, se as luzes estavam apagadas, janelas fechadas, etc. Feito isso, tranquei a porta de casa, abri o portão, entrei no carro pra sair, e………………………. cadê a chave do carro gente???? Hahahahahah Sério, eu simplesmente não estava com a chave em mãos! Procura daqui, procura dali, revira toda a parafernália, as bolsas, os bancos, o chão do carro, o porta-malas, porta-luvas, e depois de estar desesperada lembrei-me de olhar dentro de casa, afinal, existia uma ‘remota’ possibilidade de eu tê-la deixado dentro de casa.  Abro a porta de casa procuro em cima da mesa, em cima do sofá, na estante, no chão… e quando estava desistindo de sair olho em direção à porta e a chave estava ali… Pendurada no chaveiro! Ou seja: eu ia sair de carro, mas nem a chave havia pego! É ou não é uma insanidade gente?? Kkk Quando me dei conta disso, comecei a rir sozinha de mim mesma, afinal, a que ponto cheguei? Rsrsrsr

Depois dessa primeira vez, em várias outras saídas aconteceu isso, mas como já estava ‘vacinada’ eu nem me dava o trabalho de procurar no carro, ia direto dentro de casa para pegar a chave no chaveiro e ela sempre estava lá (exceto uma vez que ela estava em baixo do Gael na cadeirinha do carro, ou seja: coloquei a chave na cadeira e ele em cima! affffff).
Hoje é só isso gurias, mas em breve voltarei com mais histórias tragicômicas dessa minha vida de mãe… #mãeInsana.
E vocês, querem dividir alguma?? Vamos lá… Nos conte, vamos rir um pouco 🙂

camila vidal

Eu testei: Fralda são João (Bummis/capricho)

Estava eu ‘passeando’ na farmácia quando olhei pra essa fralda, ela me olhou, e eu pensei: vou testar! Comprei, arrumei no Gael e não é que a bunita deu conta do recado?? Além da textura ser bem boa (não é plástica ), ela é bem macia, encaixou bem no corpinho, as fitas adesivas tem um elástico que permite ajustar bem, e ela tem abas na frente (#euamo) e por ultimo e mais importante: não vasou!!! 😀
Ela é da marca da Farmácia, mas é o mesmo fabricante que faz as fraldas capricho (e é igual a do pacote roxo).
Não é uma fralda top, obviamente, mas aqui durante o dia foi bem tranquilo e cumpriu bem seu papel. Gosto de observar que durante o dia eu troco o Gael no máximo a cada 3 horas e ele não tem muito volume de xixi, logo, é mais difícil de vazar. Para bebês que fazem um volume grande de xixi não sei se seguraria tão bem.
Gostei dela, dá pra usar tranquilamente em casa, e o precinho ó👌camarada (11,90 o pacote).
Em breve testarei as outras fraldas capricho que dizem por aí que é boa 🙂

11063914_872597496169296_5252198949358640623_n

%d blogueiros gostam disto: